PARÓQUIA S. MIGUEL DE QUEIJAS

igreja1 vitral1 igreja2 Auditorio vitral2 vitral4 igreja3 vitral3 Slide Cspq1 Slide cspq7 Slide igreja4 Slide cspq3 Slide cspq5 Slide pinturas Slide cspq8 Slide vitral5 Slide cspq6 Slide cspq2 Slide cspq4

Domingo da Ascensão - A

Cascension11om a Festa da Ascensão, que hoje celebramos, queremos recordar o final da missão terrena de Cristo e o início da Missão salvadora da Igreja.

Na primeira leitura, S. Lucas, após uma apresentação inicial, introduz a despedida de Jesus. Sublinha a vinda do Espírito Santo e o testemunho que os discípulos deverão dar "até os confins da terra".

Na segunda leitura, S. Paulo define a relação entre Cristo e a Igreja: formamos com Ele um "Corpo" destinado à Vida plena, por isso, devemos viver uma comunhão total com Ele, e com todos os nossos irmãos. Cristo reside no seu "corpo" que é a Igreja; e é nela que se torna, hoje, presente no meio dos homens.
O Evangelho apresenta o encontro final de Jesus ressuscitado com os seus discípulos, num monte da Galileia. A comunidade dos discípulos, reunida à volta de Jesus ressuscitado, reconhece-o como o seu Senhor, adora-o e recebe dele a missão de continuar no mundo o testemunho do "Reino" e a promessa da Sua presença até ao fim dos tempos.


Primeira Leitura (Act 1,1-11)
Leitura dos Actos dos Apóstolos

No meu primeiro livro, ó Teófilo,
narrei todas as coisas
que Jesus começou a fazer e a ensinar,
até ao dia em que foi elevado ao Céu,
depois de ter dado, pelo Espírito Santo,
as suas instruções aos Apóstolos que escolhera.
Foi também a eles que, depois da sua paixão,
Se apresentou vivo com muitas provas,
aparecendo-lhes durante quarenta dias
e falando-lhes do reino de Deus.
Um dia em que estava com eles à mesa,
Mandou-lhes que não se afastassem de Jerusalém,
mas que esperassem a promessa do Pai,
«do Qual – disse Ele – Me ouvistes falar.
Na verdade, João baptizou com água;
vos, porém, sereis baptizados no Espírito Santo,
dentro de poucos dias».
Aqueles que se tinham reunido começaram a perguntar:
«Senhor, é agora que vais restaurar o reino de Israel?»
Ele respondeu-lhes:
«Não vos compete saber
os tempos ou os momentos
que o Pai determinou com a sua autoridade;
mas recebereis a força do Espírito Santo,
que descerá sobre vós,
e sereis minhas testemunhas em Jerusalém
e em toda a Judeia e na Samaria
e até aos confins da terra».
Dito isto, elevou-Se à vista deles
e uma nuvem escondeu-O a seus olhos.
E estando de olhar fito no Céu,
enquanto Jesus Se afastava,
apresentaram-se-lhes dois homens
vestidos de branco, que disseram:
«Homens da Galileia, porque estais a olhar
para o Céu? Esse Jesus, que do meio de vós
foi elevado para o Céu,
virá do mesmo modo que O vistes ir para o Céu».


Segunda Leitura (Ef 1,17-23)
Leitura da primeira Epístola de S. Paulo aos Efésios

Irmãos:
O Deus de Nosso Senhor Jesus Cristo,
o Pai da glória, vos conceda
um espírito de sabedoria e de luz
para O conhecerdes plenamente
e ilumine os olhos do vosso coração,
para compreenderdes a esperança
a que fostes chamados,
os tesouros de glória que encerra a sua herança
entre os santos e a incomensurável grandeza
que representa o seu poder para nós os crentes.
Assim o mostra a eficácia da poderosa força
que exerceu em Cristo,
que Ele ressuscitou dos mortos
e colocou à sua direita nos Céus,
acima de todo o Principado, Poder, Virtude e Soberania,
acima de todo o nome que é pronunciado,
não só neste mundo, mas também no mundo que há-de vir.
Tudo submeteu aos seus pés
e pô-l'O acima de todas as coisas
como Cabeça de toda a Igreja, que é o seu Corpo,
a plenitude d'Aquele que preenche tudo em todos.


Evangelho (Mt 18, 16-20)
Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo S. Mateus
Naquele tempo,

os onze discípulos partiram para a Galileia,
em direcção ao monte que Jesus lhes indicara.
Quando O viram, adoraram-n'O;
mas alguns ainda duvidaram.
Jesus aproximou-Se e disse-lhes:
«Todo o poder Me foi dado no Céu e na terra.
Ide e ensinai todas as nações,
baptizando-as em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo,
ensinando-as a cumprir tudo o que vos mandei.
Eu estou sempre convosco até ao fim dos tempos».


Ressonânciasascencao10

 A Ascensão do Senhor reforça a esperança da nossa Ascensão. "Ele 'subiu' para dar-nos a esperança de que um dia iremos ao seu encontro, onde ele nos precedeu..." (Prefácio).

A Ascensão lembra-nos que somos enviados de Cristo para continuar e completar a sua obra... Não podemos ficar parados a olhar para o céu. Devemos ser hoje discípulos e fazer discípulos para o Reino. E Cristo garante-nos: "Estarei convosco todos os dias, até ao fim dos tempos mundo..."

Mas esse trabalho não dependerá apenas das nossas forças. Por isso o Senhor os envia a Jerusalém "para aguardar o Espírito Santo, reunidos em oração, com Maria, mãe de Jesus".
Como Maria e os apóstolos reunidos no Cenáculo, devemos também nós rezar e invocar o Espírito Santo:

ESanto11Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis, e acendei neles o fogo do vosso amor.
Enviai o vosso Espírito e tudo será criado; e renovareis a face da terra.
Ó Deus, que instruís os corações de Vossos fiéis com a luz do Espírito Santo, fazei que saibamos apreciar rectamente todas as coisas, segundo o mesmo Espírito, e gozemos sempre de sua consolação. Por Cristo, Senhor Nosso. Amen

-------------------------------

Ressurreição, Ascensão, Pentecostes: 3 momentos distintos, ou momentos catequéticos de um único mistério de fé - a Páscoa do Senhor?
Na Ressurreição a liturgia destaca sua vitória sobre a morte. Na Ascensão, a sua exaltação como Senhor do céu e da terra, e a entrega da sua missão à comunidade eclesial, através dos apóstolos. No Pentecostes, a acção do Espírito Santo na Igreja, começa a sua actividade missionária no novo Povo de Deus.


Da Terra ao Céu

Eu explicava às crianças da catequese o sentido da Ascensão do Senhor: Jesus, depois de ter cumprido a sua missão na terra, subiu ao céu, sua morada eterna. Pareceu-me que a lição tinha sido clara quando surpreendi dois miúdos a falar baixinho. Então perguntei:Ascensao11- Qual é a dúvida?

Um deles, meio envergonhado, começou a dizer:
- A gente diz que Jesus está na Igreja, está no sacrário. Agora o senhor Padre diz que ele subiu para o Céu. Então, em que é que ficamos?

Fiquei meio surpreendido com aquela questão. Nunca tinha pensado nesses termos e olhei, meio aflito, quase à procura de ajuda, para o seu colega. Este, sem mais demoras, resolveu a dúvida, respondendo de imediato:
- Olha, Ele mora no Céu mas trabalha na Igreja.

Comoveu-me a simplicidade destas crianças. Elas projectavam em Deus aquilo que viam no seu pai, em casa e no emprego. Nada mais certo. Deus tem a sua morada no Céu, mas exerce a sua actividade cá na Terra. E eu é que já não sei onde é que começa o Céu e termina a Terra. Jesus continua a sua acção aqui na Terra através de nós. Compete-nos agora fazer deste lugar de trabalho a morada de Deus, transformando a Terra num cantinho do Céu.

É este mistério que nós celebramos na Ascensão do Senhor.

Pe. David Vieira

À Ascensão do Senhor

Lá Vos tornais, Senhor, onde subistes,Ascension1
Para lá nos subir donde descestes;
Nascestes para nós, por nós morrestes,
Morto por nos dar vida ressurgistes.

A nossa humanidade que vestistes,
Vestida para o Céu levar quisestes;
E tudo quanto nela merecestes
Connosco livremente repartistes.

O nascer, o morrer, o ressurgir,
O subirdes ao Céu por nos mostrar
O caminho por onde havemos de ir,

Tudo tem muito em si que contemplar;
Mais, muito mais em mim ver-Vos partir,

Sem Vos poder, meu Deus, acompanhar.

(Liturgia das Horas)


Dia Mundial dos Mass Media

Louvado sejas, meu Senhor!

Louvado sejas, meu Senhor, com todas as Tuas criaturas,
especialmente o irmão televisor
que preenche algumas horas do nosso dia
e que é belo, e grande esplendor irradia,
e de Ti, Altíssimo, traz-nos a mensagem.

Louvado sejas, meu Senhor, pela irmã rádio
pela qual as notícias atravessam os céus
e o mundo fica mais perto de mim.

Louvado sejas, meu Senhor, pelo irmão jornal
que me informa sobre as nuvens e o sereno céu
das histórias humanas
e pelo qual dás sustento ao saber e à reflexão
de tantas criaturas Tuas.

Louvado sejas, meu Senhor,
por toda a espécie de informação
que presta muito serviço
quando é humilde, verdadeira e casta.

Louvado sejas, meu Senhor, pelos consumidores
graças aos quais iluminas as mentes
e dás alegria e força ao nosso coração,
quando eles servem a verdade com modéstia.

Louvado sejas, meu Senhor, pela nossa irmã
e mãe Terra que nos sustenta e nos governa
e produz variados frutos com coloridas
flores e verdura: ela é cada vez mais para nós
a casa comum que os media
nos fazem conhecer e amar.

Louvado sejas, meu Senhor,
pelos que perdoam pelo Teu amor
e sofrem enfermidades e tribulações.

Felizes os que as suportarem em paz,
pois que por Ti, Altíssimo, hão-de ser coroados.

Sobretudo, louvado sejas por todos aqueles
que, servindo-se dos mass media,
souberem lembrar-se de que nada no mundo
vale mais que a pessoa humana.

Cardeal Martini

 

Cateq 2018

Calendario Cateq

horariomissas



Patriarcado