PARÓQUIA S. MIGUEL DE QUEIJAS

igreja1 vitral1 igreja2 Auditorio vitral2 vitral4 igreja3 vitral3 Slide Cspq1 Slide cspq7 Slide igreja4 Slide cspq3 Slide cspq5 Slide pinturas Slide cspq8 Slide vitral5 Slide cspq6 Slide cspq2 Slide cspq4
Quares0 Quares1 Quares2 Quares3 Quares4 Quares5

III Domingo da Quaresma A

J16A Quaresma, na Igreja primitiva, além de ser um tempo de penitência e de conversão, era um tempo de preparação para os baptizados, que aconteciam no sábado santo, na Vigília Pascal. Por isso, nestes três domingos, que antecedem a semana santa, aparece o tema baptismal com os símbolos da Água, no diálogo com a Samaritana; da Luz, na cura do cego; da Vida, na ressurreição de Lázaro. Hoje temos o símbolo da Água, que exprime o milagre renovado da vida.

Na primeira leitura, o povo revoltado contra Moisés, pede água para manter-se vivo: "Dá-nos água para beber..." E Deus intervém, fazendo brotar água do Horeb. S. Paulo, na segunda leitura, reafirma que Deus apesar do pecado e da infidelidade do seu povo –, acompanha sempre o seu povo em marcha pela história e oferece-lhe, de forma gratuita e incondicional, a Salvação.

O Evangelho também não se afasta desta temática… Garante-nos que, através de Jesus, Deus oferece ao homem a felicidade (não a felicidade ilusória, parcial e falível, mas a vida eterna). Quem acolhe o dom de Deus e aceita Jesus como “o salvador do mundo” torna-se um Homem Novo, que vive do Espírito e que caminha ao encontro da vida plena e definitiva. 


Primeira Leitura (Ex 17,3-7)
Leitura do Livro do Êxodo

Naqueles dias, o povo israelita, atormentado pela sede,
começou a altercar com Moisés, dizendo:
«Porque nos tiraste do Egipto? Para nos deixares morrer à sede,
a nós, aos nossos filhos e aos nossos rebanhos?»
Então Moisés clamou ao Senhor, dizendo:
«Que hei de fazer a este povo? Pouco falta para me apedrejarem».
O Senhor respondeu a Moisés:
«Passa para a frente do povo e leva contigo alguns anciãos de Israel.

Toma na mão a vara com que fustigaste o rio e põe te a caminho.
Eu estarei diante de ti, sobre o rochedo, no monte Horeb.
Baterás no rochedo e dele sairá água; então o povo poderá beber».
Moisés assim fez à vista dos anciãos de Israel.
E chamou àquele lugar Massa e Meriba,
por causa da altercação dos filhos de Israel
e por terem tentado o Senhor, ao dizerem:
«O Senhor está ou não no meio de nós?»


Salmo Responsorial – Salmo 94 (95)

Refrão: Se hoje ouvirdes a voz do Senhor,
não fecheis os vossos corações.

Vinde, exultemos de alegria no Senhor,
aclamemos a Deus nosso salvador.
Vamos à sua presença e dêmos graças,
ao som de cânticos aclamemos o Senhor.

Vinde, prostremo-nos em terra,
adoremos o Senhor que nos criou.
Pois Ele é o nosso Deus
e nós o seu povo, as ovelhas do seu rebanho.

Quem dera ouvísseis hoje a sua voz:
«Não endureçais os vossos corações,
como em Meriba, como no dia de Massa no deserto,
onde vossos pais Me tentaram e provocaram,

apesar de terem visto as minhas obras.


Segunda Leitura (Rom 5,1-2.5-8)
Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos

Irmãos: tendo sido justificados pela fé,
estamos em paz com Deus, por Nosso Senhor Jesus Cristo,
pelo qual temos acesso, na fé,
a esta graça em que permanecemos e nos gloriamos,
apoiados na esperança da glória de Deus.
Ora, a esperança não engana,

porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações
pelo Espírito Santo que nos foi dado.
Cristo morreu por nós, quando éramos ainda pecadores.
Dificilmente alguém morre por um justo;
por um homem bom, talvez alguém tivesse a coragem de morrer.
Deus prova assim o seu amor para connosco:
Cristo morreu por nós, quando éramos ainda pecadores.


EVANGELHO – (Jo 4,5-42)
Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João

Naquele tempo,
chegou Jesus a uma cidade da Samaria, chamada Sicar,
junto da propriedade que Jacob tinha dado a seu filho José,
onde estava a fonte de Jacob.
Jesus, cansado da caminhada, sentou Se à beira do poço.
Era por volta do meio dia. Veio uma mulher da Samaria para tirar água.
Disse lhe Jesus: «Dá-Me de beber».

Os discípulos tinham ido à cidade comprar alimentos.
Respondeu-Lhe a samaritana:
«Como é que Tu, sendo judeu, me pedes de beber, sendo eu samaritana?»
De facto, os judeus não se dão com os samaritanos.
Disse lhe Jesus:
«Se conhecesses o dom de Deus e quem é Aquele que te diz: ‘Dá-Me de beber’,
tu é que Lhe pedirias e Ele te daria água viva».
Respondeu-Lhe a mulher:
«Senhor, Tu nem sequer tens um balde, e o poço é fundo:
donde Te vem a água viva? Serás Tu maior do que o nosso pai Jacob,
que nos deu este poço, do qual ele mesmo bebeu, com os seus filhos a os seus rebanhos?»
Disse-Lhe Jesus:
«Todo aquele que bebe desta água voltará a ter sede.
Mas aquele que beber da água que Eu lhe der nunca mais terá sede:
a água que Eu lhe der tornar se á nele uma nascente que jorra para a vida eterna».

«Senhor, suplicou a mulher dá-me dessa água, para que eu não sinta mais sede
e não tenha de vir aqui buscá-la».

Vejo que és profeta. Os nossos pais adoraram neste monte
e vós dizeis que é em Jerusalém que se deve adorar».
Disse lhe Jesus:
«Mulher, podes acreditar em Mim: Vai chegar a hora em que nem neste monte
nem em Jerusalém adorareis o Pai.
Vós adorais o que não conheceis;
nós adoramos o que conhecemos, porque a salvação vem dos judeus.
Mas vai chegar a hora – e já chegou – em que os verdadeiros adoradores
hão de adorar o Pai em espírito a verdade, pois são esses os adoradores que o Pai deseja.
Deus é espírito e os seus adoradores devem adorá-l’O em espírito e verdade».
Disse-Lhe a mulher:
«Eu sei que há de vir o Messias, isto é, Aquele que chamam Cristo.
Quando vier há de anunciar nos todas as coisas».
Respondeu-lhe Jesus:
«Sou Eu, que estou a falar contigo».

Muitos samaritanos daquela cidade acreditaram em Jesus, por causa da palavra da mulher.
Quando os samaritanos vieram ao encontro de Jesus,
pediram-Lhe que ficasse com eles. E ficou lá dois dias.
Ao ouvi-l’O, muitos acreditaram e diziam à mulher:
«Já não é por causa das tuas palavras que acreditamos.
Nós próprios ouvimos e sabemos que Ele é realmente o Salvador do mundo».


ORAÇÃO UNIVERSAL

Sacerdote: Irmãos e irmãs em Cristo: Com o ardor da nossa sede de Deus, peçamos a Jesus Cristo que dê à sua Igreja e ao mundo inteiro a água viva que jorra para a eternidade, dizendo, confiadamente:

Todos: Renovai-nos, Senhor, com a vossa graça.

1. Pela Igreja, por esta Diocese de Lisboa e suas comunidades, para que o Senhor lhes dê a água viva e as torne fonte de graça e de perdão, oremos, irmãos. 

2. Pelos responsáveis e governantes deste mundo, para que o Senhor lhes dê a água viva e faça deles homens de paz e de justiça, oremos, irmãos.

3. Pelos órfãos, as viúvas e todos os que sofrem, para que o Senhor lhes dê a água viva, os proteja, lhes dê alívio e os conforte, oremos, irmãos.

4. Pelos catecúmenos que caminham para a Páscoa, para que o Senhor lhes dê a água viva e os ensine a perdoar e a repartir, oremos, irmãos.

5. Por todos nós aqui reunidos em assembleia, para que o Senhor nos dê a água viva e não deixe que fechemos os nossos corações, oremos, irmãos.

Sacerdote: Senhor, nosso Deus e nosso Pai, fazei-nos encontrar em Jesus Cristo a fonte da água viva, onde a nossa sede de justiça e de santidade se pode saciar em plenitude. Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.


O Poço de Jacob 

Hoje fui novamente ao Poço de Jacob
tirar água para a minha sede.

Sentado na beira do Poço,
encontrei um HOMEM

que quis beber da minha água.
– Era uma água suja aquela que eu bebia
e oferecia à gente da minha cidade.
Samaritan

Mas hoje, no Poço de Jacob,
permiti que o Messias falasse comigo.
Aquele olhar, penetrante e bom,
leu no mais fundo do meu coração
e disse tudo quanto eu fiz.

Junto daquele Poço
compreendi o vazio da minha vida,
senti sede no meu espírito...
Coloquei nas mãos de Jesus
esta frágil bilha de argila.

Ele encheu-a de água pura,
a transbordar...

No Poço de Jacob
bebi as palavras e os gestos de Jesus
e tornei-me nascente de Água Viva
a jorrar para a vida eterna.

Por minha causa
muitos habitantes da cidade
hão-de acreditar também em Jesus.

 

Cateq 2018

Calendario Cateq

horariomissas



Patriarcado